Convite: “Donna Talks” sobre estilo pessoal.

donnatalksFeliz de dividir com vocês esse projeto lindo do qual faço parte. A revista Donna me convidou para realizar uma edição do Donna Talks sobre personal styling. Vou compartilhar dicas sobre como identificar seu estilo, qual seu tipo de corpo, como ter um guarda-roupa inteligente, peças essenciais no armário de toda mulher, além de dividir dicas e responder as dúvidas de vocês. Espero que este projeto seja um sucesso e o primeiro de muitas edições. Dia 29 de Abril às 19.30 no espaço clientes da RBS. Mais informações no site da Revista Donna . Só clicar. Espero vocês lá!

Deixe um comentário

Arquivado em Trabalhos

Inspiração para o finde- Beleza.

beautemcuk2

A edição de Maio da Marie Claire Inglesa me surpreendeu, não com a moda, mas com os editoriais de beleza. Resolvi dividir com vocês as melhores imagens. Quem sabe não servem de inspiração para a produção de Sexta ou Sábado?

O editorial com Marloes Host ficou incrível. A pele iluminada e bronzeada é complementada pelo batom vinho ou por olhos marcados com sombra chumbo, fugindo do peso do preto, mas oferecendo impacto similar:

beautemarieclaireuk

 

Contorno é a palavra chave no jogo de luz e sombra que garante um ar effortless (apesar de dar muito trabalho):

beautemc3

January Jones, capa da edição, também com um look lindo: Batom coral e cabelo molhado, como já mostrei no post: “Inspirações de beleza- Molhado”.

beautemc4

TGIF!

Fotos: Zinio.com.

 

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza, Inspirações

Favoritas- Christine Centenera.

centenera9

Inaugurando a #tag “Favoritas”, a idéia é dividir aqui quem são as pessoas que inspiram meus looks diariamente. Nesse início, mostro as musas que unem o útil ao agradável, já que além de se vestirem de forma que eu admiro, são o tipo de stylist que eu gostaria de me tornar.

A primeira só poderia ser Christine Centenera. Carine Roitfeld foi tema da minha tese e é indiscutivelmente minha maior inspiração profissional, meu amor por Carine data do fim da década de 90 e sua colaboração com Tom Ford na Gucci e YSL.

Christine chega como inspiração para aqui e agora, além de ser uma stylist e tanto ( é editora da Vogue Austrália e atua como consultora para Kanye West) tem idade mais próxima da minha e looks incrivelmente lindos. Inclusive, considero suas escolhas sartoriais uma versão jovem e bem mais ousada de Carine. Ela nem sempre me agrada com seus looks, mas é sempre um prazer observar suas escolhas.

 

centenera8

Ombros marcados e jaquetas impecavelmente cortadas fazem parte das suas composições sempre. Ela entende o poder da alfaiataria bem feita:

centenera11

Looks monocromáticos são sofisticados e permitem botas de apelo bem sexy como esta de camurça e amarrações:

cent2

Os óculos Céline são favoritos:

centenera3

A botinha com recortes e peças com assimetria também sempre aparecem:

centenera7

Proporções difíceis fazem parte do guarda-roupa corriqueiro de Centenera:

centenera4

 

Uma capacidade de aderir às tendências, sem parecer montada demais:

centenera5

Austeridade e uma cartela de tons mais neutros:

centenera6

Seus casacos são um caso a parte:

centenera2

Casacos volumosos dão o tom cool:

cent

Estampas, quando usadas, são marcantes:

cent3

Peças statement garantem um resultado de personalidade:

cenetener12

Seus sapatos sempre fogem do lugar comum. As botas Givenchy:

centenera10

Os Zanotti desenvolvidos para a coleção do Kanye:

CENTENERA13

Detalhes luxuosos também encantam e surpreendem como a capa com aplicações:

centenera

 

A jaqueta Alaia de crocodilo:

alaia

Ela tem tantos looks maravilhosos que foi difícil escolher quais colocar aqui. Estes são os que mais tem a ver comigo no momento, mas vale muito pesquisar mais sobre ela e descobrir os seus.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, Perfil

(Micro) trend alert- Seguindo a risca.

riscadegizvjapanClássico é praticamente sinônimo de atemporal, mas é inegável que certas coisas que nunca saem de moda, muitas vezes se tornam esquecidas entre tantas novidades. Dessa vez, quem volta a ganhar atenção o é a risca-de-giz.  Oriundo da alfaiataria e do guarda-roupa masculino, a estampa gráfica retorna aos holofotes com cara glam e toques de sensualidade, cara de escritório não é o apelo desejado.

Na Vogue Japão, vários looks ganharam a capa.

A Vogue Paris traz calça oversized com acabamento brilhoso:

RISCAVPARIS

 

A Interview traz a interpretação de Hedi Slimane na Saint Laurent, bem rock´n´roll:

riscainterview

 

E a Chanel, com bermuda mais chique:

riscainterview2

A 10 aposta no conjunto com modelagem setentista:

risca10

 

Listras em geral voltam a entrar na roda.

Calça skinny com listras verticais na POP:

riscapop

 

Versão Balmain com transparências:

risca10270´s mood na Bazaar australiana em look Louis Vuitton:

Harper's BazaarE na L´Officel:

riscalofficell

Em tempo: A Chanel levou a padronagem até para suas bolsas clássicas. Como mostra a loja da maison na Selfridges:

risca

Imagens: Reprodução.

1 comentário

Arquivado em Microtrend

De olho na tendência- Camurça.

camurçaflair

Anos 70 são a atual década fetiche da moda e quando falamos neles, tem um tecido que é onipresente: A camurça. O material tem a capacidade de casar perfeitamente com várias tendências, do militar ao disco, passando pelo boho e western. Vem descobrir a versatilidade e as versões favoritas para esta temporada.

Cat McNeil na Flair, dom colete em camurça e acessórios trançados com apelo handmade.

Tons terrosos e queimados são os favoritos para as peças: O look pode ser bem jovem como ilustrado na Teen Vogue, as franjas emprestam um ar faroeste à composição:

CAMURÇATEENVOGUE

Remetendo à moda festival como na Vogue russa com kimono de franjas no material:

camurçavoguerussia

Comprimentos mínimos são eleitos pela L´Officel, observem como a camurça funciona bem com materiais delicados:


camurçalofficel

Macacão aparece para todos os estilos e gostos, aqui em tom candy, mais uma vez na Vogue russa:

CAMURÇAVOGUERUSSA2

Gisele na capa da Vogue UK de março, estilo safari:

camurçavuk

Adulta e elegante na Vogue Espanha combinada com pele e em saia midi:

camurçavoguespain

Frida Gianini foi uma das principais responsáveis pelo clima setentista do Verão 2015, ironicamente com sua derradeira coleção para Gucci (esse mês tivemos a estréia de Alessandro Michele na marca durante a MFW), ela criou peças hit em camurça que se tornaram favoritas das publicações internacionais.

Aqui o trench coat na Bazaar Russa:

camurçabazaarrussia

 

Na Wonderland:

camurçawonderlandE na Pop. Vale ressaltar que acessórios dourados são aposta impecável para combinar com o material em tom cru:

camurçapop

Para investir (ou tirar do armário) já…

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações, Trend alert

Para inspirar- Bad girls.

badvjapan

Para inspirar a montação do finde, editorial que adorei da última Vogue japonesa.

Recortes estratégicos com leve inspiração esportiva, comprimentos assimétricos. Sexy e interessante.

O top cropped vai continuar para o próximo Verão. Sempre bom relembrar que escondendo o umbigo as chances de o look funcionar aumentam muito:

badvjapan2

Peças ajustadas e com transparência ficam elegantes quando em comprimentos mais alongados:

badvjapan3

Que tal complementar o look curtinho com uma jaqueta oversized, assim quebrando o apelo exagerado?

badjapan5

Toques masculinos e alfaiataria nos vestidos monocromáticos:

badvjapan4

Nos embalos de sábado…

Fotos: VogueNippon.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspirações

#LFW e #MFW- Favoritos Inverno 2015/16.

lfw2

O mês da moda chegou ao fim hoje em Paris, e já que demorei para trazer o resumo de Londres e Milão, optei por juntar as duas cidades e mostrar para vocês os meus favoritos de uma vez só.

Em Londres, azul petróleo e referências folk ganharam força, veludo molhado também aparece como protagonista , assim como na NYFW. Xadrez em variadas versões, geométricos e florais soturnos complementam o mood boêmio chic.

Anos 70 voltaram para ficar um tempo, pelo menos Christopher Bailey na Burberry Prorsum acredita nisso.  Os icônicos trench coats vieram em versão camurça e com detalhes franjados, capas e ponchos completam o figurino que parece ter saído direto de alguma banda folk . Botas estampadas surgiram no pre-fall da Valentino e da Pucci e agora ganham ainda mais destaque devido à Burberry. Para ficar de olho!

lburberry

Antonio Berardi  teve um desfile irregular, boas tentativas de hi-lo misturando barroco com esportivo. Toques orientais e referências origami complementaram. Legal se inspirar na mistura de peças de alta festa combinadas com outras sporty:

antonio

Lucas Nascimento representou muito bem o Brasil. Definitivamente indo além da sua marca registrada, o tricô, ele apresentou uma coleção confiante e com ótimo styling. Adorei as peças em couro marrom:

lllucasnascimento

Mary Katrantzou me remeteu à Prada nos melhores momentos do desfile, certo glamour intelectual e old school, cartela de cores discretas e muitas texturas interessantes

lmary

Mulberry cada vez mais tem me feito pensar na garota da “Chloé” com sua nonchalance nostálgica e minimalista, mas com forte apelo britânico. Deu para observar a volta do sapato combinado com bolsa, presente em Milão e em Londres:

lmulberry

Simone Rocha com um folclórico sombrio, cartela de cores reduzida à preto, off white e vermelho e uso de matérias brocados e veludo molhado. Atmosférico e cool:

lsimone

Thomas Tait Ganhou lugar aqui exclusivamente pelas jaquetas oversized, com referência anos 80, achei a coleção inteira incrível. Nome para guardar:

LTHOMAS

Topshop Unique optou pelo simples, mas me ganhou nos looks anos 70, um pouco disco e um pouco folk. O blazer bordado da primeiro foto certamente será best-seller:

ltopshop

Roxo e tons de pedras preciosas chamaram atenção em Milão, alfaiataria e um guarda-roupa pensado para mulher contemporânea, com ótimos separates e looks com calça foram destaque. Uma moda prática, utilitária e adulta.

Karl Lagerfeld realizou meu desfile favorito da semana milanesa na Fendi. Tons terrosos, muito couro e comprimentos mais curtos com influência 60´s:

lfendi

A cartela de cores da Bally e as ótimas referências de styling para ambiente profissional:

lbally

Em sua derradeira coleção para Pucci, Peter Dundas urbanizou ainda mais a mulher sexy da marca. A década de 70 continua sendo ponto de partida, mas o esporte avança nas peças em influência discreta.

lpucci

Etro e o multiculturalismo com requinte, a cartela de tons neutros complementada por bronze e dourado foi minha favorita:

letro

Salvatore Ferragamo impossivelmente chique: Comprimentos midi, ombros bem estruturados e cintura marcada:

lsal

Já já eu volto para comentar Paris.

Fotos: Reprodução.

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria